/** PIXELS **/ /** PIXELS **/


A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO EM CONCURSOS DE ARQUITETURA
Participar de concursos vai muito além de ganhar a competição. É um momento de aprendizado e que pode abrir muitas oportunidades.

A gente sabe que participar de um concurso envolve adrenalina, apreensão e frio na barriga. É natural! Ainda mais quando os prêmios em questão são aqueles que poderão, simplesmente, mudar a vida de um estudante ou recém-formado em arquitetura.

Mas a participação em concursos vai muito além de simplesmente ter as propostas mais bem avaliadas e vencer. Afinal, concursos de ideias são mecanismos essenciais para alavancar a carreira, estimular a criatividade e projetar em ume vivência diferenciada da rotina de sala de aula ou escritório.

A participação em um concurso pode fazer o nome de um jovem profissional se tornar conhecido e reconhecido. Enriquecer o portfólio, ter o trabalho analisado por profissionais de larga experiência no assunto e divulgação em sites, blogs e canais especializados são algumas das vantagens. Tudo isso faz a diferença e pode ser a porta de entrada para novos horizontes profissionais e até mesmo para convites inesperados.

 A CULTURA DOS CONCURSOS

Você sabia que a realização e a participação em concursos é basicamente uma cultura em diversos países? A maior parte de grandes nomes da arquitetura mundial como Le Corbusier, Frank Lloyd Wright, Zaha Hadid, Alejandro Aravena, dentre inúmeros outros, em algum momento de suas carreiras participaram de concursos.

foto

Lúcio Costa venceu em um concurso com seu projeto do plano piloto de Brasília

No Brasil, entre das décadas de 40 e 70, a participação em concursos era também muito mais intensa. Vide alguns de nossos maiores expoentes como Lúcio Costa que venceu um concurso público para criar o plano piloto de Brasília.

Entretanto, nos tempos atuais, o Brasil tem passado por uma fase de baixa realização de concursos, sejam eles públicos ou de ideias.

CONCURSOS DE IDEIAS

Concursos de ideias geralmente possuem um tema a ser trabalhado pelos participantes. Estes temas, em geral, possuem um enfoque específico mas também podem ser mais genéricos. 

Os concursos de ideias em arquitetura e urbanismo abrem um considerável espectro de reflexões e de estudos. Com a participação em um concurso, é possível o arquiteto entender de modo mais concreto como funciona a prática profissional. Também é possível mensurar a qualidade dos conteúdos ministrados na graduação de Arquitetura e Urbanismo e o quanto as faculdade e universidades envolvem seus alunos em participação. Sem contar que, os participantes podem pensar e refletir sobre temas diversos, abrir a mente criativa a respeito de novos âmbitos de atuação e de projetos.

foto

Imagem: Projeto vencedor do concurso Evolo (Mashamba Skyscraper by Pawel Lipnski e Mateusz Frankowski)

RESUMO DE ALGUMAS RAZÕES BÁSICAS PARA PARTICIPAR DE CONCURSOS

Ingressar no mercado de trabalho com um prêmio nas mãos: sem dúvida isto pode ser a chave de abertura para muitas possibilidades e oportunidades. Para estudantes ou recém-formados que acabaram de ingressar na carreira, nada mais valoroso que começar com o pé direito, ou seja, vencendo um concurso de âmbito nacional.

A exposição do projeto: também como forma de ampliar as possibilidades, vem a visibilidade. Mesmo caso não seja vencedor em primeiro lugar em um concurso, participar e eventualmente estar entre os melhores levará seu projeto longe e pode chegar até os olhos de alguém que goste muito.

Entender sua própria identidade projetual: ao participar de um concurso, o estudante ou recém-formado irá expressar de forma muito mais incisiva sua marca pessoal, inspiração e processo de criação. Esta condição é muito solicitada em quesitos que envolvem, por exemplo, originalidade e criatividade. É o momento de entender, ainda, quais inspirações de trabalhos anteriores mais influenciam em sua linha projetual.

Possibilita referências: ao participar do concurso é possível fazer um comparativo nacional de sua produtividade como acadêmico ou profissional diante a outros estudantes e profissionais do Brasil todo. E isso é muito importante, pois a melhor forma de aprender é compartilhando o conhecimento e nada como um concurso de projetos para servir de modelo desse pensamento. 

Treinar: a cada concurso que participa, mesmo que não venha a ganhar ou não esteja entre os primeiros é um treino. Projetar, criar e pensar soluções é prática, é habilidade que vem com o tempo. Por isso, tão importante participar já desde o primeiro ano da graduação.

Para o arquiteto e professor Cesar Elias, o interesse de estudantes de participar de concursos demonstra que a arquitetura está sendo revitalizada e discutida em nossas escolas. O professor Daniel Corsi da FAU-Mackenzie diz ser muito gratificante ver estudantes e recém-formados pensar arquitetura, expor suas ideias e desejos diante a concursos.

Oliver Uszkurat, vencedor em primeiro lugar do Concurso 001 - Pavilhão Toronto Canadá, diz que para quem tem dúvida se participa ou não de um concurso, a orientação dele é: participe!

É um investimento pequeno diante a todos os benefícios que você tem a ganhar! - Oliver Uszkurat