/** PIXELS **/ /** PIXELS **/


ATA, CARTA PÚBLICA E INFORMAÇÕES GERAIS DO CONCURSO 002
O Concurso foi realizado entre 7 de dezembro de 2018 e 23 de fevereiro de 2019. Foram 570 propostas recebidas, 6 menções honrosas e 3 premiados.

A Concurso Arquitetura teve a satisfação de organizar, junto a seus parceiros – Skope Intercâmbios e 44 Arquitetura o Concurso 002 com o tema – Habitação Temporária para Refugiados.

A abertura das inscrições e divulgação do edital com as regras gerais do concurso ocorreu no dia 07 de dezembro de 2018. O prazo final de inscrições ocorreu em 20 de janeiro de 2019. Ao todo, foram recebidas 1.101 inscrições – o concurso permitia unicamente inscrições individuais.

Os participantes inscritos puderam anexar suas propostas e os comprovantes de situação acadêmica, conforme exigido em edital, até o dia 31 de janeiro de 2019. Ao todo, foram recebidas 570 propostas. Destas, 39 foram desclassificas por divergências ao solicitado em edital. As desclassificações se deram, sobretudo,  pela falta de identificação na prancha com o número de inscrição ou a inserção de nomes. Assim como por documentos que não comprovavam a situação de estudante e/ou recém-formado em arquitetura. As propostas que informaram unicamente o número de inscrição, sem a tarja com o nome do concurso, não foram desclassificadas.

Após a avaliação primária, realizada pelos organizadores do concurso, 26 propostas atingiram a nota mínima de corte – 8,50 para avançarem à etapa final. Na etapa final, as propostas foram avaliadas pelo corpo de jurados do concurso. A reunião, em caráter presencial ocorreu em 15 de fevereiro de 2019, na cidade de São Paulo.

Os três vencedores, menções honrosas e projetos em destaque foram anunciados no site oficial www.concursoarquitetura.com.br às 20h do dia 23 de fevereiro de 2019.

Leia abaixo a ata do julgamento final do concurso.

ATA DO JURI CONCURSO 002 HABITAÇÃO TEMPORÁRIA PARA REFUGIADOS

São Paulo, 15 de fevereiro de 2019

O Júri reunido atribuiu 6 menções honrosas, além dos 3 projetos premiados. O faz em atenção à rica diversidade apresentada em que a variedade de abordagem, técnica e contexto, distingue 9 dentre os 26 selecionados.

Dos quatro critérios de avaliação: Apresentação, Conceito e Inovação, Funcionalidade e Sustentabilidade, o júri configura hierarquia dentre os critérios apontados (1 sendo o mais valioso) e os compreende nos seguintes termos:

  1. Conceito: entendido como reconhecimento da diversidade dentre as várias contingências de refugiados. Isso implica em apontar o contexto para além de sua especificidade local. Portanto, o interesse se deu em reconhecer a pertinência no âmbito proposto por cada participante – aquelas que apontaram contextos específicos foram analisados nesses termos, os que apontam um abrigo a ser de uso universal, analisado nossa premissa;
  2. Inovação: entendido como reinvenção a partir de legados e não um ineditismo novidadeiro. Sejam eles autóctones, modernos, contemporâneos, erudito ou vernacular;
  3. Apresentação: no sentido da legibilidade do projeto e da constituição do imaginário que instiga a intervenção e torna mais claro a compreensão da circunstância de cada proposta;
  4. Funcionalidade: mais que a destreza do projetista e exímio agenciamento do programa ou enfrentamento técnico. A funcionalidade foi compreendida também nos modos de constituir a relação da unidade em contexto, bem como dos modos de vida reconhecidos como pertinentes a cada proposta;
  5. Sustentabilidade: bastante recorrente na maioria das propostas, foi item de observação mais que de avaliação.

Premiados:

  1. prêmio: CA0001160 nota 9,55

Essa proposta acata o desafio de lidar com o mais contingente e radical abrigo emergencial – temporário, de mobilidade prevista, para qualquer local - ainda que para projetar aponte Bangladesh como mirada. Recorre ao imaginário das tendas nômades, junto a materialidade e técnica contemporânea no modo de construir  membranas e cascas. Com humor peculiar, sabe enfrentar a oportunidade de um conjunto edificado coeso. Nota-se que os usos privados e coletivos se relacionam (por mais que a privacidade seja ainda um tema a ser mais bem delineado, também na edição de cada programa vislumbrado, não apenas nas áreas dormitórios). O artefato único constrói uma praça como centralidade. A leveza de sua materialidade, aliada à engenhosidade da treliça estrutural se inspiram no sistema IKEA Better Shelter, na qualidade de um sistema leve, referenciado, sem se limitar a simples adesão daquilo que está dado, reinventando-o .

  1. prêmio: CA0001840 nota 9,23

Desenho contemporâneo, preciso, pertinente a área específica que aponta como mote. Usufrui de um traçado recorrente e hegemônico na construção de estruturas leves, adota um imaginário conhecido. Inova na materialidade proposta (tanto na estrutura adotada quanto no sistema de vedação). Bem delineado, com modulação pertinente, organiza cada unidade em torno de uma sala/varanda como centralidade e articulação com a paisagem exterior. Importante ressalvar a desnecessária duplicação do sanitário, que poderia levar a uma única parede hidráulica entre cozinha e banheiro liberando a sala/varanda para usos flexíveis e variados.

  1. prêmio: CA0002313 nota 9,18

Projeto que mostra uma grande complexidade da abordagem técnica, mesmo sendo datado pela perspectiva da arquitetura inflável e seus experimentos. Como a beleza, se constrói como um conceito elástico, o projeto promete atender as emergências de seu transporte e sua montagem de maneira fácil e rápida, respondendo aos propósitos que se compromete. A proposta ainda conta e se desenha, diversas possibilidades de construção de ambientes, desde o mais privado até composições possíveis para uma vida coletiva e compartilhada. Mostra-se como um projeto para qualquer lugar, que de alguma maneira é pertinente para a atual proposta, mas relativo frente aos enfrentamentos contemporâneos da arquitetura da abordagem de uma situação localizada no tempo e no espaço.

Menções Honrosas:

                                      CA0001255

                                      Projeto que muito bem apresenta sua característica de autosustentabilidade, definida nas escolhas dos materiais, e bem representada em sua proposta técnica de projeto.

                                  CA0002157

                                  Apesar de uma proposta datada, de referenciais explícitos a Buckminster Fuller, vale a busca pela referencia (esquecida e pouco valorada entre os arquitetos), bem como a intenção de mostrar uma preocupação de um abrigo emergencial “pronto” como cápsula que habita  qualquer lugar, o que o desfavorece ao mesmo tempo que o elogia.

                                  CA0002230

                                  Uma proposta de projeto ousado tanto nas funcionalidades e usos apresentadas, bem como na solução plástico formal.  Onde mostra uma maturidade do enfrentamento dos problemas do projeto em arquitetura. Uma pena que não possamos ver um arranjo das unidades combinadas para formar a vila.

                                  CA0002252

                                  O projeto mostra uma preocupação com a sustentabilidade, bem como a intenção de resolvê-la pragmaticamente no programa da unidade. Poderia ter explorado mais o conjunto dos abrigos fugindo da simples replicação em fita.

                                  CA0002464

                                  Projeto que reconhece uma localidade pertinente, no desafio atual Brasileiro de abrigar os indígenas refugiados Venezuelanos. O faz de modo simples, sustentável e harmonioso, relacionando natureza, habitantes e entorno. O projeto revela atenção ao desenho atual ao mesmo tempo em que usufrui da antiga técnica. Pese a não explicitação do coletivo (usos e espaço pertinente a esses usos) frente a unidade, um dos desafios relevantes na condição de refugiados.

                                  CA0002451

                                  Apesar de uma solução técnica de fácil compreensão e muito repetida, a proposta de projeto mostra-se pertinente ao tema do concurso. Muito bem representado nos desenhos  e na compreensão das possibilidades  do mesmo. Valeria pensar um pouco mais no conjunto que resultaria no espaço resultante da combinação e replicação destes módulos habitacionais.

As menções em suas especificidades detêm qualidades singulares tais como: a adoção de uma inusitada e radical tecnologia; a profundidade de desenvolvimento técnico da hipótese - importante observar que para o júri a hipótese foi considerada mais valiosa que seu desenvolvimento; a legibilidade da proposta; a pertinência ao contexto a que se propõe enfrentar dentre os tantos contextos de refugiados; a inteligência de edição das unidades como conjunto edificado. A seleção, nesse caso, não hierarquiza as seis menções,  as reconhece em suas apreciáveis diferenças.

  César Augusto Elias                 Daniel Corsi                     Marta Bogéa                      Jöel León

 

A partir da divulgação do resultado final, os organizadores abriram espaço – previsto em edital – a contestações pelo período de 24 horas. Foram recebidas 9 contestações via e-mail. As contestações foram avaliadas pelos organizadores e jurados do concurso quanto à procedência, sendo todas indeferidas. Aas contestações foram respondidas uma a uma por e-mail, na data de 26 de fevereiro de 2019. Os jurados manifestaram uma carta pública diante às contestações que segue abaixo:

 Prezados participantes,

O Corpo de Jurados do concurso, em atenção às 9 contestações recebidas, dentre 1101 inscritos / 570 participantes concorrentes, e, compreendendo-as como interesse no diálogo mais do que pura contestação, compartilhamos publicamente alguns princípios.

  1. Arquitetura, como toda linguagem de natureza artística, é feita de recorrências e invenção, a interpretação da demanda e do programa é, via de regra, justamente o que distingue o projeto singular de um projeto corriqueiro;
  2. Não sendo ciência exata, fosse outro o júri, possível que fosse outro o resultado – importante observar o compromisso com transparência por parte dos organizadores do concurso na divulgação dos jurados no lançamento do edital;
  3. As contestações foram lidas com atenção, reconhecido o direito de manifestação, entretanto nenhuma delas apresenta argumentação que justifique revisar a premiação – interessante perceber que algumas delas se permitiram julgar as propostas – exercício crítico analítico sempre bem-vindo para auto aprimoramento. Talvez, valesse também como exercício, mais do que reforçar suas posições, buscar compreender as razões, descritas em ata, que constituíram as premissas de avaliação desse júri;
  4. Uma das valiosas condições de participar de concursos se dá justamente na oportunidade de observar soluções outras, para além daquelas que fomos, como arquitetos, capazes de pensar. Nisso reside a riqueza do processo. Cabe ao júri, entretanto, o sempre desafiador lugar de se posicionar frente a uma hierarquia de lugares, uma vez que todo concurso exige a identificação de primeiros colocados;
  5. A ata escrita, que reposiciona a partir de prioridades os critérios de análise, é já indicadora de que este júri, num concurso de ideias como este, preza por liberdade de interpretação dos dados, mais que adesão às demandas nos termos constituídos;
  6. A participação em concursos exige a dignidade de saber competir, e, portanto, saber reconhecer a qualidade superior do trabalho de seus concorrentes, assim como o direito da análise a quem de fato foi atribuída essa função;
  7. O número de propostas, a variedade de soluções e o engajamento e compromisso com que foram realizados os projetos foram motivos de comemoração por parte desse corpo de jurados que aproveita para parabenizar a todos os participantes.

Corpo de Jurados: Organizadores do Concurso:

César Elias                               Concurso Arquitetura

Daniel Corsi                            44 Arquitetura

Joël León                                 Skope Intercâmbios

Marta Bogéa

A Concurso Arquitetura quer mais uma vez agradecer a todos os participantes do concurso. Aos jurados e organizadores pelo ótimo andamento da competição. Assim como parabenizar a todos que enviaram suas propostas, aos projetos que receberam menção honrosa e aos ganhadores pela dedicação e empenho.